Última hora

Em leitura:

Feira de Arte Cinética cruza arte e movimento em Londres


le mag

Feira de Arte Cinética cruza arte e movimento em Londres

Em parceria com

Em Londres, a feira de arte cinética mostrou ao público os melhores exemplos de arte em movimento. Quinze países participaram no evento. Os visitantes puderam contemplar obras de cem artistas. Na arte cinética, as palavras de ordem são ciência , tecnologia e movimento.

“Na própria ideia de arte, há a ideia de movimento, de alargar as fonteiras. Por isso os artistas integram a ciências, a física, a matemática, a biologia e os materiais inteligentes. Eles usam-nos como ferramentas, como se fosse pincéis”, disse Dianne Harris, co-fundadora da Feira de Arte Cinética.

“Não se trata de arte no sentido tradicional do termo. Numa galeria vemos emoções vemos as tripas do artista espalhadas na tela. Aqui não. O público não vai ver reações dolorosas do artista como acontece quando se olha para uma tela de Turner. Mas a arte tem-se orientado nessa direção, a arte aproximou-se do circo”, disse Estelle Lovatt, crítica de arte.

A Feira de Arte Cinética vai na sexta edição. A organização prevê uma nova exposição com artistas internacionais no próximo Outono em Londres.

Artigo seguinte

le mag

Mia Maestro: Um novo disco depois de "Crepúsculo"