Última hora

Última hora

Luta pelo poder no Burkina Faso

Em leitura:

Luta pelo poder no Burkina Faso

Tamanho do texto Aa Aa

A vaga de contestação no Burkina Faso prossegue e com ela a luta pelo controlo do país. O tenente-coronel Isaac Yacouda Zidar reivindicou o poder, horas depois do chefe do Estado Maior das Forças Armadas, Honoré Traoré, que anunciou liderar o Governo de transição até à convocatória de novas eleições.

Traoré tinha substituído o presidente Blaise Compaoré. No poder há 27 anos, Compaoré tentou alterar a Constituição para prolongar o mandato, mas foi travado por uma multidão em fúria.

O chefe de Estado não resistiu à pressão popular dos últimos dias e acabou por apresentar a demissão. De acordo com as últimas informações, o até agora Presidente do Burkina Faso abandonou a capital e já se encontra no sul do país.

A ira dos opositores aumentou ao ponto de se incendiar o Parlamento na quinta-feira e outros edifícios oficiais.