Última hora

Última hora

Bombardeamentos dos EUA e "peshmergas" ajudam Kobane a resistir ao cerco do grupo Estado Islâmico

Em leitura:

Bombardeamentos dos EUA e "peshmergas" ajudam Kobane a resistir ao cerco do grupo Estado Islâmico

Tamanho do texto Aa Aa

Os bombardeamentos norte-americanos continuam a ser vitais para que a cidade de Kobane não caia irremediavelmente nas mãos dos jihadistas do grupo Estado Islâmico.

Por seu lado, um contingente de 150 curdos iraquianos conseguiu entrar em Kobane para ajudar os curdos sírios a combater o grupo Estado Islâmico.

Os “peshmergas” partiram de uma base militar turca e atravessaram a fronteira com armas pesadas, através de Tal al-Shair, a oeste de Kobane.

Responsáveis da província iraquiana de al-Anbar revelaram que os jihadistas executaram nos últimos dois dias naquela região mais de 200 elementos da tribo Albunimer, entre os quais mulheres e crianças.

A tribo Albunimer é opositora do grupo Estado Islâmico.