Última hora

Última hora

Separatistas pró-russos de Donetsk e Lugansk preparam-se para votar maior afastamento face a Kiev

Em leitura:

Separatistas pró-russos de Donetsk e Lugansk preparam-se para votar maior afastamento face a Kiev

Tamanho do texto Aa Aa

Rumo às eleições gerais deste domingo, em Donetsk e Lugansk, no leste da Ucrânia, faz-se a contagem decrescente em nome do separatismo.

De acordo com a Comissão Eleitoral Central da República Popular de Donetsk, mais de 3 milhões de eleitores são chamados a determinar o futuro da região. Alguns poderão votar pela Internet.

“Os nossos eleitores vivem no território do ‘Mundo Russo’, onde nos encontramos. Mas também estão espalhados pelo mundo. Queremos dar a oportunidade de votar por isso permitimos que se faça também através da internet”, explica Roman Lyagin, da Comissão Eleitoral Central da República Popular de Donetsk.

Em Lugansk, imprimiu-se mais de um milhão de boletins de voto. Aqui e em Donetsk os separatistas pró-russos preparam-se para eleger deputados e presidentes, uma semana depois das eleições legislativas na Ucrânia.

Não se esperam surpresas do escrutínio que se realizará com base na ausência de uma verdadeira campanha eleitoral.

Todos os candidatos estão alinhados num objetivo comum: a independência de Kiev e a aproximação de Moscovo. A Rússia já disse que reconhecerá os resultados do escrutínio, que não contará com observadores internacionais oficiais.

Kiev e os governos ocidentais, por outro lado, condenam estas eleições.

Sergio Cantone, Euronews: “O processo eleitoral está a decorrer sob a pressão emocional da guerra, apesar das pessoas quererem votar na esperança de um poder consolidado que ajude na reconstrução local.”