Última hora

Última hora

Kevin Rebello: a última vítima do naufrágio do Costa Concórdia

Em leitura:

Kevin Rebello: a última vítima do naufrágio do Costa Concórdia

Tamanho do texto Aa Aa

A última vítima do naufrágio do Paquete Costa Concórdia foi descoberta esta segunda-feira, no interior da embarcação, 1026 dias após o incidente em janeiro de 2012.

Os restos mortais do empregado de mesa indiano Russel Rebello foram encontrados, no oitavo nível da embarcação, durante os trabalhos de desmantelamento do casco em Génova.

Um alívio e um choque para o irmão da vítima que há dois anos acompanha de perto as buscas que até hoje não tinham permitido encontrar a 32a vítima do naufrágio.

“Esta notícia aterrorizou-me mas estou à espera de ouvi-la há mais de mil dias. Ele é um herói que salvou muitas vidas. Algumas pessoas sobreviveram graças à sua ajuda. Quando alguém salva uma vida deve ser considerado um herói”, afirma Kevin Rebello, numa entrevista telefónica aos media italianos.

A descoberta da última vítima ocorre num momento em que prossegue o julgamento do capitão da embarcação, Francesco Schettino, acusado de assassínio e abandono de navio, depois da embarcação com 4.200 passageiros a bordo ter naufragado ao largo da ilha italiana de Giglio.

O corpo de Rebello deverá ser transladado para o seu país natal, a Índia, após a autópsia, uma vez que a identificação do cadáver foi feita para já graças aos documentos encontrados junto da vítima.