Última hora

Última hora

Norte-americana cumpre desejo de morrer relançando debate sobre a eutanásia

Em leitura:

Norte-americana cumpre desejo de morrer relançando debate sobre a eutanásia

Tamanho do texto Aa Aa

O debate sobre a eutanásia foi relançado nos Estados Unidos com a morte de Brittany Maynard.

A norte-americana de 29 anos, que sofria de um grave tumor no cérebro, tinha anunciado em outubro a intenção de pôr termo à vida no dia 1 de novembro, tornando-se num dos principais rostos dos defensores do direito à morte medicamente assistida. O vídeo onde declarava as suas intenções e que colocou na sua página web foi visto por mais de 10 milhões de pessoas.

A associação “Compassion and Choices”, que milita pelo direito à eutanásia, anunciou que ela cumpriu o desejo no sábado, rodeada pela família na sua residência de Portland, com recurso a um medicamento prescrito para o efeito.

Maynard, que vivia na Califórnia até descobrir a doença, tinha-se mudado de propósito com o marido para o Oregon, um dos cinco Estados norte-americanos que legalizaram a eutanásia.