Última hora

Última hora

Novos protestos em homenagem a militante ecologista morto em França

Em leitura:

Novos protestos em homenagem a militante ecologista morto em França

Tamanho do texto Aa Aa

Dia de mais protestos em França em homenagem ao ecologista morto há uma semana durante uma manifestação contra a construção de uma controversa barragem no sul de França.

E foi justamente aí, em Sivens, onde será construída a barragem, local onde o jovem Rémy Fraisse morreu, alegadamente por responsabilidade das forças da ordem, que milhares de pessoas marcharam em silêncio.

Foram também plantadas algumas árvores, que de acordo com um dos manifestantes “é uma forma simbólica de dar vida a esta paisagem de desastre. Eu compreendo o Rémy – porque estamos aqui por ele também. Ele lutou pela vida, ele não vinha aqui pela morte, mas sim pela vida.”

Um dia depois das manifestações violentas em Nantes, Toulouse e Dijon houve também, este domingo, dois outros protestos em Paris.

Um não autorizado na Praça de Estalinegrado, onde se registaram inúmeras detenções e outro menos problemático no Campo de Marte, perto da Torre Eiffel.

A ministra do Ambiente francesa, Ségolène Royal mostrou-se crítica pela forma como o dossiê está a ser tratado e vai reunir-se na terça-feira com os principais responsáveis pelo projeto de barragem.

Um projeto que os ecologistas afirmam ser um atentado à natureza pois, segundo os mesmos, vai destruir em particular uma zona húmida que abriga mais de 90 espécies animais protegidas.