Última hora

Última hora

Turismo espacial sofre um revés

Em leitura:

Turismo espacial sofre um revés

Tamanho do texto Aa Aa

O turismo espacial sofreu um importante revés nos últimos dias, depois de anos de esforços e de investimento para criar uma nova indústria.

A Virgin Galactic tinha anunciado o início dos voos comerciais para a estratosfera ainda este ano. Tinha já 700 interessados, mas o acidente da semana passada pôs em causa a data da viagem. Na mesma semana, explodia também o foguetão da orbital Sciences, uma outra empresa privada.

O grupo de Richard Branson é pioneiro no turismo espacial, mas não é único na corrida.

O aparelho da Virgin Galatic pode transportar até seis passageiros, com um preço individual de 250 mil dólares. Já para a norte-americana XCor Aerospace cada viagem, literalmente privada, ascende a 100 mil dólares.

Com o acidente do aparelho SpaceShip Two da Virgin ressurgem as questões da segurança.

Richard Branson garante que vai continuar o projeto e os voos teste. Para os peritos aeroespaciais este é um revés e não um golpe fatal, tal como aconteceu ao longo de décadas de conquista espacial.