Última hora

Última hora

Morte de opositor no Iémen gera protestos

Em leitura:

Morte de opositor no Iémen gera protestos

Tamanho do texto Aa Aa

No Iémen, o assassínio de um opositor está a provocar uma onda de manifestações.

Na capital do país, Sanaa, professores e estudantes juntaram-se num protesto para pedir justiça pela morte de Mohamed Abdelmalik al-Motawakal, líder de um partido liberal, assassinado no domingo por homens armados, presumivelmente da Al-Qaida.

“Há um silenciamento das pessoas que pensam. Isto não tem a ver com conflitos políticos. É uma perseguição às pessoas que acreditam no Estado de Direito. É algo que dura há muitos anos”, diz Aminah al-Nosiri, professora universitária.

Para Zaid Attif, outro professor, “o assassínio de Mohamed é o assassínio do sonho iemenita. Todos os cidadãos procuram uma forma de de poder construir um Estado de direito em segurança”.

No sábado, os principais partidos políticos do Iémen assinaram um acordo, pedindo ao presidente e ao primeiro-ministro que formem um governo de unidade nacional que ajude a acabar com a tensão política no país.