Última hora

Última hora

Burkina Faso começa a negociar a transição política

Em leitura:

Burkina Faso começa a negociar a transição política

Tamanho do texto Aa Aa

Para mediar a transição do poder para mãos civis, no Burkina Faso, uma delegação com três presidentes africanos aterrou esta quarta-feira em Ouagadougou.

Segundo o chefe de Estado do Gana, John Dramani Mahama, que assegura a presidência rotativa da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), o período de transição democrática pode vir a durar até um ano.

O tenente-coronel Isaac Zida, que assegura internamente a chefia do Estado, tem duas semanas para devolver o poder aos civis, um prazo fixado na segunda-feira pela União Africana.

A classe política quer ver o processo avançar rapidamente e a oposição avisa que “se não houver uma solução no prazo de 12, 13 dias, a população vai voltar a manifestar-se”, recordando que “aqueles que caíram durante os protestos não deveriam morrer em vão”.

A população do Burkina Faso saiu à rua na semana passada depois de o presidente Blaise Compaoré ter tentado modificar a Constituição para poder concorrer a novo mandato nas eleições do próximo ano. Após 27 anos à frente do país, Compaoré acabou por ser forçado a demitir-se na sexta-feira passada.