Última hora

Última hora

Baterista dos AC/DC acusado de recorrer a assassino profissional

Em leitura:

Baterista dos AC/DC acusado de recorrer a assassino profissional

Tamanho do texto Aa Aa

O baterista do lendário grupo de rock AC/DC, Phil Rudd, foi acusado pela Justiça da Nova Zelândia de tentar contratar um assassino profissional para cometer dois homicídios no fim de setembro.

Rudd também foi acusado de posse de drogas, depois de uma busca à sua casa na localidade de Tauranga ter resultado na apreensão de metanfetaminas e cannabis. Libertado sob fiança, deverá comparecer novamente em tribunal no dia 27.

Não é a primeira vez que o baterista da mítica banda enfrenta a Justiça. Em fevereiro desde ano, foi absolvido depois de ser acusado de mentir sobre o consumo de droga num relatório para renovar a licença de piloto de helicópteros.

Os AC/DC anunciaram a saída de um novo álbum, prevista para dezembro.