Última hora

Última hora

Greve de maquinistas paralisa Alemanha

Em leitura:

Greve de maquinistas paralisa Alemanha

Tamanho do texto Aa Aa

Os comboios estão parados, na Alemanha.

Os maquinistas da Deutsche Bahn iniciaram, esta quinta-feira, uma greve, sem precedentes, que deve durar até segunda-feira.

Os trabalhadores exigem aumentos salariais e redução do horário de trabalho.

A paralisação surge por altura do 25° aniversário da queda do Muro de Berlim.

“Penso que é muito mau que a greve continue até segunda-feira, altura do 25° aniversário da queda do muro. É um dia especial e não é o momento para um sindicato querer aparecer”, diz este alemão.

Os passageiros foram avisados da greve, a mais longa em duas décadas, pelo que a maioria conseguiu arranjar alternativa.

A paralisação dos comboios fez disparar o aluguer de automóveis na Alemanha e nos países limítrofes, como confirma um viajante: “Mesmo na Suíça, na região da Basileia, em Lörrach, não consegui alugar um carro, por isso tenho de voar até Frankfurt e de lá retorno a Göttingen, com um carro alugado. É tudo, realmente, desagradável.”

A Deutsche Bahn informou que vai tomar medidas legais contra o sindicato GDL, que quer negociar com a empresa em nome de outras categorias profissionais, além dos maquinistas.