Última hora

Última hora

Autoria da morte de Bin Laden divide militares que participaram na operação

Em leitura:

Autoria da morte de Bin Laden divide militares que participaram na operação

Tamanho do texto Aa Aa

O homem que afirma ter morto Osama Bin Laden sai do silêncio, três anos após a operação norte-americana que pôs fim à carreira do líder da organização terrorista Al-Qaida no Paquistão.

Membro da força de elite dos fuzileiros conhecida como “equipa seis”, Robert James O’Neill confirmou aos media norte-americanos ter disparado o tiro fatal, depois de outro colega ter falhado o alvo.

O’Neill, que entretanto abandonou o exército para animar conferências sobre a operação, frente a familiares das vítimas dos atentados de 11 de setembro, relata que foram precisos três tiros para neutralizar o líder da Al-Qaida na sua residência no Paquistão.

O relato de O’Neill é no entanto desmentido por fontes próximas da marinha e pelo testemunho de outro militar que participou na operação, Mattew Bisonette, autor de um livro sobre a morte de Bin Laden no qual afirma que outros dois membros do comando norte-americano teriam sido o autor dos disparos que liquidaram o líder terrorista.

Num comunicado interno, a marinha afirma ter a intenção de abrir um processo contra O’Neill por violação de segredo profissional, depois de ter acusado Bisonette do mesmo crime depois da publicação do seu relato em livro.