Última hora

Última hora

Muro de Berlim "ilumina-se" 25 anos depois da queda

Em leitura:

Muro de Berlim "ilumina-se" 25 anos depois da queda

Tamanho do texto Aa Aa

E a luz fez-se! Foi assim esta sexta-feira, na capital alemã, quando se acenderam os 8000 candeeiros, encabeçados por balões e instalados ao longo de 15 quilómetros no que antes foi o traçado do Muro de Berlim, caído há 25 anos.

No domingo, dia 9 de novembro, os balões serão lançados no céu de Berlim, à mesma hora a que o muro começou a cair.

Para assistir às comemorações, Mikhail Gorbatchov deslocou-se a Berlim. Com a “Perestroika” e a “Glasnost”, ex-presidente soviético abriu o caminho para a queda do Muro.

Durante a manhã, tinha sido a vez de o parlamento germânico celebrar o acontecimento, ao som do Hino Nacional de uma Alemanha reunificada.

Convidado especial desta sessão parlamentar comemorativa do princípio do fim da Guerra Fria, o poeta e cantor de intervenção Wolf Biermann, que atuou após o discurso de Norbert Lammert, o presidente do parlamento.