Última hora

Última hora

Rússia e EUA aceitam dialogar sobre a Ucrânia

Em leitura:

Rússia e EUA aceitam dialogar sobre a Ucrânia

Tamanho do texto Aa Aa

A Rússia considera uma mediação dos Estados Unidos na crise ucraniana como “um passo na boa direção”. A afirmação é do ministro russo dos Negócios Estrangeiros. Sergei Lavrov encontrou-se com o seu homólogo americano, Jonh Kerry, à margem do foro APEC, que reúne, na China, os países da região Ásia-Pacífico.

“Temos alguns desacordos sobre a Ucrânia, concretamente sobre o que se passa no terreno. Concordámos que vamos trocar informações sobre isso. E também concordámos que este diálogo deve continuar”, afirmou o secretário de Estado norte-americano, John Kerry.

Numa altura em que Ucrânia acusa a Rússia de uma nova incursão militar no seu território, Sergei Lavrov desmente e lança culpas a Kiev e aos separatistas: “O cessar-fogo foi assinado entre os rebeldes e o governo. Cabe a ambas as partes acabarem com as violações que estão a levar a cabo.”

De facto, no terreno, a guerra continua, no leste da Ucrânia, apesar do cessar-fogo assinado em setembro. Segundo as autoridades de Kiev, nas últimas 24 horas, um soldado ucraniano foi morto e 17 pessoas, duas das quais civis, ficaram feridas.

Desde o início da rebelião separatista, em fevereiro, mais de 4000 pessoas morreram, no confronto.