Última hora

Última hora

8000 balões nos céus de Berlim marcam 25 anos da queda do Muro

Em leitura:

8000 balões nos céus de Berlim marcam 25 anos da queda do Muro

Tamanho do texto Aa Aa

Ao som do Hino da Alegria, milhares de pessoas reunidas na Porta de Brandeburgo assistiram à largada dos cerca de oito mil balões iluminados que, desde há dois dias, marcavam os 15 quilómetros do traçado do antigo Muro de Berlim.

Este foi um dos momentos fortes das celebrações dos 25 anos da queda do Muro, também conhecido como o da Vergonha, que, entre 13 de agosto de 1961 e 9 de novembro de 1989, cortava Berlim – e a Europa – em dois.

Outro momento forte do dia, foi a homenagem prestada a Mikhail Gorbatchov. O antigo dirigente soviético, atualmente com 83 anos, foi ovacionado de pé pela assistência presente no Konzerthaus.

Para a posteridade, fica a fotografia de família, à qual não falta o antigo sindicalista e prémio Nobel da Paz, Lech Walesa.

Antes da cerimónia, a chanceler alemã, Angela Merkel, tinha feito como milhares de outros alemães e colocado flores no muro em memória daquele que dividiu a Europa durante mais de 25 anos.