Última hora

Última hora

Berlim em festa

Em leitura:

Berlim em festa

Tamanho do texto Aa Aa

Este fim de semana, em Berlim, os guias turísticos não têm mãos a medir durante as comemorações dos 25 anos da queda do Muro.

Foram estabelecidos vários percursos por locais onde a história da divisão ficou marcada indelevelmente pelas dramáticas fugas e tentativas de fuga da parte leste da cidade.

É o caso do local onde morreu Ida Siekman, a primeira vítima do Muro, uma semana após ter sido erguido.

Os percursos também incluem antigos postos de controlo, como o da ponte Bornholmer, o primeiro a deixar passar os berlinenses de leste.

“O facto de estar retida, de ter alguém que me diz que só posso ir até ali, fez-me odiá-los”, disse uma habitante.

“No início não tinha conhecimento de pessoas mortas, mas de repente o número começou a ser cada vez maior”, afirmou um berlinense.

Um dos percursos mais curiosos abrange os 150 quilómetros da antiga fronteira que separava a cidade.