Última hora

Última hora

Coreia do Norte liberta todos os norte-americanos detidos no país

Em leitura:

Coreia do Norte liberta todos os norte-americanos detidos no país

Tamanho do texto Aa Aa

Condenados, respetivamente, a 15 e a 6 anos de trabalhos forçados na Coreia do Norte, Kenneth Bae e Mattew Miller regressaram aos Estados Unidos, horas depois de terem sido libertados por Pyongyang.

Os dois norte-americanos reencontraram os seus familiares, depois de aterrarem, este sábado, num aeroporto militar no Estado de Washington, acompanhados pelo chefe dos serviços secretos, James Clapper.

Fontes oficiais em Washington afirmam que a presença de Clapper durante a libertação dos últimos norte-americanos detidos no país, três semanas depois de outro detido ter regressado a casa, não significa uma reaproximação de Washington ao regime comunista.

Kenneth Bae afirmou, à chegada: “Quero agradecer a todos os que me apoiaram, que me levantaram o moral ao não se esquecerem de mim. Ao mesmo tempo, eu não vou esquecer o povo da Coreia do Norte e obrigado por ajudarem a minha família”.

Segundo os media norte-americanos, o regime norte-coreano teria apresentado desculpas a Washington pela detenção dos dois homens, depois de Obama ter apelado à sua libertação por razões humanitárias.

Bae e Miller eram acusados de conspirar contra o governo.

Miller de 24 anos, tinha sido condenado por rasgar os seu visto turístico e pedir asilo no país, com o objetivo de espiar o sistema prisional do país.