Última hora

Última hora

Merkel homenageia vítimas do comunismo durante comemorações da queda do Muro de Berlim

Em leitura:

Merkel homenageia vítimas do comunismo durante comemorações da queda do Muro de Berlim

Tamanho do texto Aa Aa

A Alemanha recorda a queda do Muro de Berlim, 25 anos após o evento que permitiu a reunificação do país e assinalou o início do final da guerra fria.

A chanceler alemã, Angela Merkel, participa em várias cerimónias oficiais na capital alemã, como a inauguração, esta manhã, de uma exposição no Memorial do Muro de Berlim.

As comemorações, que contaram com uma homenagem às vítimas do comunismo, decorrem junto à porta de Brandeburgo, na antiga zona de demarcação entre a República Federal e a República Democrática da Alemanha.

Pela primeira vez, vários dissidentes da RDA vão evocar a vida a leste no dia da queda do Muro, antes de diversos concertos celebrarem o evento, da música clássica, à atuação do cantor Peter Gabriel ou do veterano do rock alemão Udo Lindenberg.

Os nóbeis da paz russo e polaco Mickail Gorbachov e Lech Walesa vão igualmente participar nas cerimónias oficiais, que deverão terminar ao final do dia com a largada de milhares de balões que atualmente assinalam o antigo traçado do Muro.

Vinte e cinco anos depois, Gorbachov alertou ontem para o risco de uma nova guerra fria, denunciando o “triunfalismo” do ocidente face à Rússia e criticando as recentes sanções contra Moscovo.