Última hora

Última hora

Kosovo ensombra visita do primeiro-ministro albanês à Sérvia

Em leitura:

Kosovo ensombra visita do primeiro-ministro albanês à Sérvia

Tamanho do texto Aa Aa

O verniz estalou entre Belgrado e Tirana durante a conferência de imprensa conjunta dos primeiros-ministros da Sérvia e da Albânia, na capital sérvia, esta segunda-feira.

Foi a primeira-visita de um chefe de governo albanês à sérvia nos últimos 68 anos e, sem que nada o fizesse prever, Edi Rama abordou na conferência a questão do Kosovo, nos seguintes termos:

“Temos duas visões completamente opostas sobre o Kosovo mas a realidade, que ninguém pode mudar, é que o Kosovo já foi reconhecido por mais de 108 países e a sua independência foi também reconhecida pelo Tribunal Internacional de Justiça e é uma realidade regional da Europa”.

Indignado, Aleksander Vucic respondeu:

“Primeiro que tudo, gostaria de dizer que não esperava esta provocação por parte do primeiro-ministro Rama, não esperava que falasse do Kosovo, não sei o que tem ele com o Kosovo, mas tenho que responder-lhe porque a minha função é não deixar que a Sérvia seja humilhada em Belgrado. De acordo com a constituição, o Kosovo faz parte da Sérvia e nunca teve, nem nunca terá, nada a ver com a Albânia”.

A consequência política desta troca de galhardetes está ainda por conhecer, numa região onde a tensão continua a marcar o quotidiano.

O Kosovo, cuja maioria da população é de origem albanesa, declarou unilateralmente a independência da Sérvia em 2008. Belgrado nunca aceitou esta independência e considera o território kosovar como uma província sérvia.