Última hora

Última hora

Aniversário da morte de Arafat acentua divisões entre Fatah e Hamas

Em leitura:

Aniversário da morte de Arafat acentua divisões entre Fatah e Hamas

Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de palestinianos juntaram-se esta terça-feira na Muqata, em Ramallah, para celebrarem o décimo aniversário da morte do líder histórico do Fatah, Yasser Arafat.

As comemorações decorreram em clima de divisão entre o Fatah e o Hamas depois de, na primavera passada, os dois movimentos terem apregoado a reconciliação.

Mahmoud Abbas, o lider do Fatah, acusou diretamente o Hamas de estar por detrás dos ataques contra casas e veículos de quadros do Fatah, na Faixa de Gaza, na semana passada, afirmando que “este tipo de ações atrasa a reconstrução do território e atrasa o regresso de 100 mil pessoas a casa antes do inverno”.

As explosões não fizeram vítimas, mas levaram ao cancelamento das celebrações em memória de Arafat, no território dominado pelo Hamas.

O porta-voz do movimento responde que o discurso de Abbas aumenta as tensões, é um discurso de desprezo sem qualquer boa intenção, quer em relação ao Hamas quer ao povo de Gaza.

O Hamas e o Fatah aceitaram, em Abril, passado a formação de um governo conjunto. Em Setembro decidiram entregar ao governo de unidade o controlo dos pontos de passagem entre Gaza e Israel, para facilitarem a a chegada da ajuda à reconstrução, mas esses acordos nunca chegaram a ser aplicados.