Última hora

Última hora

Armistício: o arquiteto do memoral

Em leitura:

Armistício: o arquiteto do memoral

Tamanho do texto Aa Aa

Philippe Prost, arquiteto do maior e mais recente memorial de França aos soldados estrangeiros mortos nas terras de Flandre et d’Artois entre 1914 et 1918. A entrevista à Euronews:

“Esta forma de anel veio-me pura e simplesment para exprimir e dar uma forma à fraternidade. Eu pensei nas pessoas que formam correntes humanas ou nas crianças que formam um círculo no pátio da escola, ou seja, uma maneira de estar juntos, de se reconstruir nesta fraternidade dar-lhe uma forma de unidade e eternidade (…) 579.606 nomes, isso é enorme e eu acho que todos nós, em algum lugar, conhece alguém que tem uma certa celebridade, que está listado no memorial. É realmente algo especial, comovente. (…) Existem placas 500 placas de metal onde são gravados cerca de 1200 (…) Uma página do livro permaneceu virgem porque em 2018, quando combatentes desconhecidos forem encontrados, saberemos os seus nomes poderâo ser gravados no painel 500 “.

Philippe Prost, muito obrigado. Em Notre-Dame-de-Lorette, para euronews, Laurence Alexandrowicz. “