Última hora

Última hora

Catalunha: Mariano Rajoy rejeita diálogo sobre a independência

Em leitura:

Catalunha: Mariano Rajoy rejeita diálogo sobre a independência

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro espanhol exprimiu-se esta quarta-feira, pela primeira vez, após o voto simbólico sobre a independência na Catalunha.

Mariano Rajoy considera que a consulta realizada na região catalã foi um profundo fracasso para o projeto independentista e aconselhou o governo catalão a recorrer ao processo legal de pedido de reforma da constituição.

“O parlamento da Catalunha está autorizado a iniciar o processo de reforma constitucional – era o que deveriam ter feito desde o princípio. Esse é o único caminho legal e responsável de levar por diante os seus próprios intentos. Eu opor-me-ei a qualquer reforma constitucional que liquide a soberania nacional, e o meu partido também”.

Artur Mas tinha enviado uma carta ao governo de Mariano Rajoy, logo a seguir ao voto do fim de semana, a pedir um diálogo permanente sobre o assunto, mas a Madrid não só não quer falar de independência como apresentou queixa contra Artur Mas por “desobediência e desonestidade”.

No voto simbólico de 9 de novembro participaram apenas 2,3 dos mais de cinco milhões de eleitores e apenas 1,8 milhões escolheram a independência.