Última hora

Última hora

Iluminação: "Inteligente como um poste" ganha novo significado

Em leitura:

Iluminação: "Inteligente como um poste" ganha novo significado

Tamanho do texto Aa Aa

Um subúrbio de Copenhaga, na Dinamarca está a participar numa experiência, do laboratório DOLL, que pretende avaliar a eficácia das denominadas “luzes inteligentes”. Estas lâmpadas de rua podem ajudar a reduzir as emissões de carbono, uma vez que só se acendem quando os pedestres, os ciclistas ou os carros se aproximam. Cada poste de luz pode ser controlado, individualmente, através do iPad ou do telefone.

Jakob Anderson, do laboratório DOLL explica: “Na sala de controlo, cada lâmpada tem um endereço IP, para que se possa monitoizar o tempo de execução, a eficácia, ou o consumo de energia. Depois fazemos medições dos níveis de luz ao nível da rua, em tempo real.”

Algumas lâmpadas utilizam a luz solar e energia eólica. Os sensores que controlam a densidade de tráfego, a qualidade do ar, o ruído, as condições meteorológicas e a radiação UV também vão ser testados. Graças a este projeto-piloto, a cidade pode vir a reduzir as emissões de dióxido de carbono, da iluminação pública, em aproximadamente 85%.