Última hora

Última hora

Missão Rosetta: À procura do robô Philae no cometa "Chury"

Em leitura:

Missão Rosetta: À procura do robô Philae no cometa "Chury"

Tamanho do texto Aa Aa

Os responsáveis das equipas da missão Rosetta divulgaram, em conferência de imprensa, os últimos dados e as imagens da chegada do robô Philae ao cometa 67 P Churyumov-Gerasimenko.

As equipas têm agora a certeza que o robô chegou ao sítio previsto, mas não conseguiu fixar-se à superfície e deslocou-se, numa distância de cerca de um quilómetro.

“Compreendemos melhor agora o que se passou. Ainda não sabemos exatamente onde estamos. Disse que provavelmente pousámos duas vezes, isso já foi aununciado, mas pousámos três vezes, há uma inflação na chegada à superfície”.

O Philae estará algures numa zona de falésias, mas ninguém sabe onde. É preciso encontrá-lo e sobretudo é preciso encontrar soluções energéticas, já que a exposição solar é menor do que a esperada.

Há muito trabalho ainda por fazer como diz o responsável pelas operações de voo.

“A missão nâo terminou. Para nós ela continua. Como o Inácio disse, estamos a preparar-nos para os próximos dias, para as próximas semanas, meses ou mesmo anos. Espero que daqui a um par de anos possamos estar ainda a falar desta fantástica missão, desta fantástica equipa e deste fantástico cometa e desta ainda mais fantástica ciência. Por isso, muito obrigado.”

Qualquer que seja o futuro do Philae, esta missão é já um enorme êxito, como lembra o nosso correspondente, Jeremy Wilks, em Darmstadt.

“As fotos já estão aí. E estamos a começar a receber esta informação surpreendente da superfície do cometa. Não é exatamente de onde os cientistas esperavam, mas não importa, esta é a mais surpreendente das missões e, lembrem-se, a Rosetta vai continuar a sobrevoar o cometa até ao final de 2015.