Última hora

Última hora

Rota do Rum: François Gabbart é mais um nome a juntar à regata de todos os recordes

Em leitura:

Rota do Rum: François Gabbart é mais um nome a juntar à regata de todos os recordes

Tamanho do texto Aa Aa

A décima edição da Rota do Rum tem servido para bater todos os recordes. Loïck Peyron estabeleceu um novo recorde absoluto e Erwan Le Roux repetiu a proeza na classe Multi 50. O último a juntar-se ao clube foi François Gabbart, o vencedor na classe Imoca.

O francês, que junta o triunfo à vitória na última Vendée Globe, também com um novo recorde, destaca o papel dos adeptos na motivação a um navegador solitário: “o povo de Guadalupe tem a Rota do Rum no sangue, faz parte da história da ilha. Temos sempre uma receção calorosa. Quando já estava a dar a volta à ilha tinha o vento contra e as condições não estavam fáceis mas vieram bastantes barcos apoiar-me. A chegada a Pointe-à-Pitre foi mágica.”

Jérémie Beyou foi o segundo classificado e sentiu no corpo as exigências da regata: “Os Imocas são barcos que fazem a Vendée Globe, são muito exigentes porque têm bastante vela para navegar a cem por cento. É preciso mudar as velas constantemente e carregar todo o material de bordo. Estou de rastos, dói-me tudo e estou a precisar de umas massagens. Quando estiver melhor vou fazer um pouco de kitesurf porque o vento levantou e está mesmo a pedir.”

O pódio na classe Imoca ficou completo com Marc Guillemot.