Última hora

Última hora

Vladimir Putin a leste da cimeira do G20

Em leitura:

Vladimir Putin a leste da cimeira do G20

Tamanho do texto Aa Aa

Sob o fogo das críticas, Vladimir Putin foi o primeiro a abandonar a cimeira do G20 na Austrália. Uma retirada estratégica, depois do presidente russo reconhecer as divergências de pontos de vista sobre a situação na Ucrânia, aparentemente inultrapassáveis.

O tema, que não estava na agenda do encontro, acabou por dominar todas as declarações oficiais à margem da reunião.

Horas antes, os líderes norte-americano, japonês e australiano reafirmavam a sua oposição à anexação da Crimeia e ao que consideram ser, “ as ações russas de desestabilização” no leste da Ucrânia.

Numa declaração conjunta, Barack Obama, Shinzo Abe e Tony Abbot exigiram igualmente que os responsáveis da queda do avião da Malaysia Airlines na Ucrânia sejam entregues à justiça.

Longe da guerra de palavras e apesar da pose dos líderes internacionais com Koalas australianos, a luta contra o aquecimento global foi o tema que suscitou mais divisões durante os dois dias de reuniões.

Contra a vontade da Austrália, que pretendia discutir apenas questões económicas, o comunicado final da cimeira prevê novas medidas e mais dinheiro para diminuir as emissões de gases poluentes.

Os líderes acordaram também lançar um plano de luta contra a corrupção e a evasão fiscal, promovido por vários responsáveis europeus.