Última hora

Última hora

Francês identificado em vídeo do grupo Estado Islâmico

Em leitura:

Francês identificado em vídeo do grupo Estado Islâmico

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades francesas estão convencidas que um combatente do grupo Estado Islâmico que aparece no vídeo divulgado este fim de semana com várias decapitações seja Maxime Huchard de 22 anos, cidadão do noroeste francês.

Paris já estava no encalço do alegado jihadista antes do registo dos islamitas.

“O caso estava sob investigação judicial e foi entregue ao departamento do ministério do Interior antes da publicação do vídeo deste fim de semana. Cabe agora às autoridades judiciais decidir o destino com base nos elementos na posse da polícia”, referiu o ministro do Interior, Bernard Cazeneuve.

Mas um outro combatente, dos vários que aparecem no vídeo, seria britânico.

Alguma imprensa britânica afirmou que o jovem seria Nasser Muthana, um estudante de medicina no Reino Unido. Mas o pai, Ahmed, acabou por afirmar que não se trata de Nasser.

O Reino Unido prepara-se para reforçar as leis antiterrorismo.

“Tive a oportunidade de apresentar mais detalhes sobre alguns passos que vamos dar no quadro do projeto-lei de contraterrorismo aqui no Reino Unido. Como o parlamento sabe, este incluem novos poderes para a polícia nos portos para confiscar passaportes, impedir suspeitos de viajarem para o Reino Unido e impedir cidadãos britânicos de regressar ao Reino Unido, s a não ser nos nossos termos”, afirmou o primeiro-ministro, David Cameron.

Apesar dos esforços europeus para lidar com a militância europeia no grupo Estado Islâmico, estima-se que existam cerca de 3000 mil jihadistas do velho continente, portugueses incluídos.