Última hora

Última hora

Benjamin Netanyahu e Mahmud Abbas condenam atentado em sinagoga de Jerusalém

Em leitura:

Benjamin Netanyahu e Mahmud Abbas condenam atentado em sinagoga de Jerusalém

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, condenou o ataque cometido contra uma sinagoga e seminário rabínico do bairro ortodoxo de Har Nof, em Jerusalém ocidental, e advertiu que Israel vai “responder com punho de ferro”.

“O horrendo ataque terrorista de esta manhã contra pessoas inocentes é motivado pelo mesmo ódio, pelo mesmo extremismo islamita que decapita civis inocentes no Iraque e na Síria”, afirmou o porta-voz Mark Regev.

O Presidente palestiniano, Mahmud Abbas, também condenou o atentado apesar de dirigentes israelitas lhe terem atribuído a responsabilidade pelo sucedido.

“Condenamos com veemência este incidente e em nenhuma circunstância aceitamos ataques contra civis. Ao mesmo tempo que condenamos esta ação, também condenamos os ataques contra a mesquita de Al-Aqsa e locais sagrados”, disse Mahmud Abbas.

O ataque ocorreu dois dias após os palestinianos terem qualificado de “racista” o ataque contra um motorista de um autocarro palestiniano também em Jerusalém ocidental.