Última hora

Última hora

Turquia: Supermercado imprime nos sacos de plástico fotografias de crianças desaparecidas

Em leitura:

Turquia: Supermercado imprime nos sacos de plástico fotografias de crianças desaparecidas

Tamanho do texto Aa Aa

O desaparecimento de crianças é um fenómeno de grandes proporções na Turquia.

Muitas nunca voltam ao contacto com as famílias.

Uma cadeia de supermercados decidiu colaborar na tentativa de encontrar essas crianças, imprimindo fotografias de rostos nos sacos utilizados pelos clientes.

O presidente do grupo retalhista diz: “Ao imprimirmos as fotos das crianças temos dois objetivos. Por um lado auentamos a vigilância e prevenimos o desaparecimento de outras crianças e, por outro, ajudamos a encontrar os desaparecidos.”

Nos últimos cinco anos as autoridades registaram mais de 14 mil casos de desaparecimentos. O destino de mais de 800 destas crianças continua desconhecido.

É o caso Bayram, o filho de Cevher e Hesna Kupsi:

“Eu estou confiante no projeto dos sacos de plástico, porque serão impressos três milhões por mês. O que significa que haverá três milhões de fotos”, diz o pai.

A mãe, conta:
“Desde que acordo de manhã estou sempre à espera dele. Quando tocam à porta parece-me sempre ouvir a voz dele. É a minha esperança. Quando ando na rua estou sempre a olhar em redor convencida de que ele vai aparecer, que vou vê-lo no supermercado ou nas ruas. É assim o tempo todo”.

Bayram desapareceu no dia 19 de julho de 2007 quando estava a brincar na rua. Tinha seis anos.

A campanha do supermercado foi sugerida pelo diretor da Associação das Famílias de Crianças Desaparecidas que, duas ou três vezes por semana, circula com o chamado “autocarro da esperança” onde, sobre as fotos das crianças, está escrito: “Se me viu diga à minha mãe”.