Última hora

Última hora

Aministia Internacional denuncia maus tratos a refugiados sírios na Turquia

Em leitura:

Aministia Internacional denuncia maus tratos a refugiados sírios na Turquia

Tamanho do texto Aa Aa

A situação dos refugiados sírios na Turquia degrada-se de dia para dia. Mais de um milhão e meio de pessoas fugidas da guerra lutam pela sobrevivência em tendas de campanha.

A ação da Turquia que acolhe estes refugiados é louvada pelo mundo inteiro, mas a comunidade internacional não tem contribuido para uma assistência sustentável.

Segundo a Amnistia Internacional, Ancara começou a fechar as portas e há relatos de maus tratos:

“ Ouvimos histórias de pessoas que contam que tentaram entrar na Turquia, uma vez, duas, três e foram espancadas e só à quarta vez é que conseguiram entrar no país. Também recebemos relatos de 17 casos em que as pessoas foram mortas a tiro, pelos guardas fronteiriços turcos entre dezembro do ano passado e agosto deste ano”, diz Andrew Gardner.

A Turquia acolhe metade dos mais de três milhões de sírios que fugiram do país por causa da guerra, desde março de 2011.

O governo turco diz que já gastou 4 mil milhões de dólares com alojamento, saúde e alimentação destes refugiados, para além de ter à porta a guerra contra o grupo Estado Islâmico, em Kobani.