Última hora

Última hora

Em leitura:

LinkNYC: Nova Iorque é cada vez mais um "hot spot"


hi-tech

LinkNYC: Nova Iorque é cada vez mais um "hot spot"

As tradicionais cabines telefónicas fazem parte da paisagem de Nova Iorque há décadas. Mas em 2015, vão ser transformadas em hot spots, proporcionando pontos de acesso gratuito à Internet, por toda a cidade. Os futuros pontos de acesso vão ter menos de três metros de altura e 30 centímetros de largura e fazem parte de um projeto denominado LinkNYC.

Estes quiosques conseguem dar resposta a aproximadamente 250 dispositivos, num raio de 45 metros. Também vão servir para carregar os telemóveis, os utilizadores vão poder aceder a mapas interativos da cidade e fazer chamadas nacionais gratuitas.

Espera-se que este serviço seja 20 vezes mais rápido do que as velocidade média da Internet que existe na cidade. Prevê-se ainda que as cabines possam gerar cerca de 500 milhões de dólares em receitas de publicidade, ao longo dos próximos 12 anos. O LinkNYC vai ser lançado até o final de 2015, com 10 mil pontos de acesso instalados em toda a cidade.

Agora, a mais recente tecnologia em Nova York: foi instalado em Times Square um outdoor gigante, mais ou menos do comprimento de um campo de futebol americano e com uma altura de oito andares. Considerado maior e o mais caro ecrã digital da praça. Times Square é uma zona muito atraente para os anunciantes, porque por lá passam, aproximadamente, 300 mil pessoas, todos os dias.

Escolhas do editor

Artigo seguinte
Uma prancha de skate magnética

hi-tech

Uma prancha de skate magnética