Última hora

Última hora

Detenções no desmantelamento de um dos campos de protesto em Hong Kong

Em leitura:

Detenções no desmantelamento de um dos campos de protesto em Hong Kong

Tamanho do texto Aa Aa

Alguns confrontos e mais de uma dezena de detenções, esta terça-feira, em Hong Kong, onde a polícia cumpre mais uma ordem judicial para o desmantelamento de um dos acampamentos ocupados por manifestantes pró-democracia na cidade chinesa.

As autoridades começaram a desmantelar o campo instalado no bairro operário de Mong Kok, na parte continental de Hong Kong, que tem sido palco dos protestos mais tenazes ao longo das oito semanas que já leva a contestação.

“Como podemos ter democracia se não fizermos sacrifícios”, lia-se no cartaz empunhado por um idoso que, aos 78 anos, afirma estar pouco preocupado com a possibilidade de ser detido porque, se “for preso e enviado para a prisão”, isso “será um sacrifício maior do que protestar”.

A mobilização tem perdido força e, hoje, os polícias eram quase tantos como os manifestantes.

Hong Kong quer eleições livres para a direção do território, em 2017, e não aceita que os candidatos ao sufrágio tenham de ser ‘aprovados’ por um comité imposto por Pequim.