Última hora

Última hora

"Black Friday": Consumidores procuram melhores ofertas

Em leitura:

"Black Friday": Consumidores procuram melhores ofertas

Tamanho do texto Aa Aa

A um mês do Natal, os norte-americanos partem à conquista dos melhores negócios e promoções.

Esta sexta-feira, a famosa “Black Friday”, após o feriado da Ação de Graças, marca o início da principal época comercial do ano. Representa entre três e cinco por cento de receitas adicionais para os negociantes. E este ano, as condições deixam antever um aumento do consumo.

Paul Swinand, analista do setor retalhista, explica: “É a primeira época em que não há certos fatores de pressão, em termos dos preços da alimentação ou da energia. Na realidade os preço estão a recuar, os preços das casas estão a estabilizar. Há vários fatores favoráveis ao consumo”.

A “Black Friday” criada nos anos setenta nos Estados Unidos, está a tornar-se um fenómeno mundial. Na Europa, várias marcas anunciam promoções para esta sexta-feira, antecipando os saldos de janeiro.

Os analistas estimam que só no mês de novembro serão gastos 35 mil milhões de euros em toda a Europa. E as atenções centram-se cada vez mais nas ofertas na internet.