Última hora

Última hora

Manifestações e ataques fazem três mortos no Egito

Em leitura:

Manifestações e ataques fazem três mortos no Egito

Tamanho do texto Aa Aa

No Egito, as manifestações islamitas convocadas para esta sexta-feira não reuniram muita gente, mas fizeram, pelo menos, três mortos.

Dois manifestantes terão morrido, em confrontos com as forças de segurança, num bairro pobre do Cairo. Um coronel terá sido assassinado, noutro bairro, antes das manifestações. Algumas fontes falam ainda de um outro militar morto.

Os protestos foram convocados pela Frente Salafista, que pede o derrube do poder militar do general Al-Sissi, que, há ano e meio, destituiu o islamita Mohamed Morsi, primeiro presidente democraticamente eleito do Egito.

A polícia, com o apoio do exército, dispersou rapidamente os poucos manifestantes que se reuniram nas principais cidades do país.

Mais de 200 pessoas foram detidas – a maioria antes mesmo das manifestações – e dez bombas foram desativadas. Desde a destituição de Morsi, em julho de 2003, que os ataques e atentados contra militares e polícias se têm multiplicado.