Última hora

Última hora

Salvini: "Esta Europa está a morrer lentamente"

Em leitura:

Salvini: "Esta Europa está a morrer lentamente"

Tamanho do texto Aa Aa

No décimo quinto congresso da Frente Nacional em Lyon, um do convidados foi Matteo Salvini, o novo e jovem líder da Liga do Norte Italiana.

Salvini foi capaz de ressuscitar o partido que muitos consideravam morto e agora lidera as sondagens. O seu ‘slogan’ é ‘basta euro’.

Perguntámos como como conjuga a política do seu partido com a da Frente Nacional. Salvini explicou que “Não mudamos a nossa política de acordo com as conveniências, ainda somos independentistas e federalistas. Queremos pessoas independentes em todo o lado, como na Escócia, na Catalunha ou na Crimeia até o Veneto. Com Marine Le Pen partilhamos algumas lutas como a emigração, os impostos, a agricultura, o nosso não ao Euro e a família tradicional. Ainda somos federalistas, a Marine Le Pen tem outra visão.

Queremos criar um bloco num nível europeu porque a Itália não pode lutar sozinha contra moinhos de vento. Assim podemos propor aos eleitores: se vencer a eleição vou a Bruxelas e vou dizer-lhes: muito obrigado e adeus.

Podemos ter um Euro a duas velocidades, um euro regional para países com uma economia semelhante, podemos voltar às moedas nacionais. Eu acredito que o Euro não vai sobreviver

Esta Europa está a morrer lentamente e de forma desastrosa. Queremos aumentar o número de pessoas que estiveram aqui em Lyon, adicionar outras nacionalidades, outras culturas, pessoas que concordam em assuntos como a emigração e o homem no centro e não os bancos, nada de 3 %, nada de Banco Central Europeu, mas o Homem”, afirmou.