Última hora

Última hora

Pesadelo do Borussia sem fim à vista, Pirlo volta a salvar a Juventus

Em leitura:

Pesadelo do Borussia sem fim à vista, Pirlo volta a salvar a Juventus

Tamanho do texto Aa Aa

Não para de crescer a crise do Borussia Dortmund. Os vice-campeões da Alemanha voltaram a perder e caíram para a última posição da Bundesliga, um cenário impensável no início do campeonato.

A equipa de Jürgen Klopp é uma das mais temidas da Europa e conseguiu um lugar nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões com distinção.

A nível interno tarda em acordar do pesadelo. Em Frankfurt sofreu a oitava derrota (sétima nos últimos dez jogos) e ostenta agora a indesejável lanterna vermelha na Bundesliga.

O Borussia venceu apenas um dos últimos dez encontros na Alemanha e nem se pode falar de falta de qualidade. Afinal de contas a equipa tem mais vitórias em cinco jogos na Champions que em 13 no campeonato alemão.

Juventus salva pelo eterno Pirlo

Em Itália, o dérbi de Turim foi decidido com um disparo de fora da área de Andrea Pirlo a seis segundos do apito final. O médio de 35 anos continua a ser peça fundamental nos campeões italianos.

Pirlo foi decisivo mas não está só nos destaque do encontro. Bruno Peres marcou o primeiro golo do Torino frente à Vecchia Signora em 12 anos, um forte candidato a golo do ano.

Com este triunfo, a Juventus continua tranquila no comando da Serie A. Tem uma vantagem de três pontos sobre a Roma, que levou de vencida o Inter por 4-2.


Ases e Azelhas

O Real Madrid venceu em Málaga por duas bolas a uma e festejou a 16ª vitória consecutiva. Um novo recorde do clube, com Ancelotti a superar as 15 alcançadas por Mourinho e Muñoz. Os merengues estão a duas vitórias de igualar o recorde de 18 triunfos consecutivos do Barcelona.

Pela negativa, ninguém conseguiu pior que os adeptos do Barcelona. Um morto, onze feridos e mais de duas dezenas de detenções após uma luta marcada de forma intencional com os adeptos do Deportivo da Corunha.

Na Turquia, durou apenas cinco meses a aventura de Cesare Prandelli ao comando do Galatasaray. A equipa até se encontra na liderança do campeonato turco mas o técnico não resistiu às más exibições e à péssima prestação na Liga dos Campeões.

A primeira vez de Messi

Há precisamente cinco anos Lionel Messi foi reconhecido pela primeira vez como o melhor futebolista do planeta.

A 1 de dezembro de 2009, Lionel Messi concluiu um ano de sonho ao vencer a prestigiada Ballon d’Or. O argentino venceu tudo o que havia para vencer com a camisola do Barcelona, o primeiro clube a conquistar seis troféus numa temporada. Na hora de eleger o melhor do mundo, ninguém teve dúvidas.

Messi estabeleceu um recorde ao somar 473 pontos, em 480 possíveis, recolhendo mais do dobro dos votos de Cristiano Ronaldo.

Provavelmente estamos errados

O Manchester United tem vindo a subir de forma, já o Southampton parece ter perdido gás nas últimas semanas. Acreditamos que Louis van Gaal vai levar a melhor sobre o compatriota Ronald Koeman, apostamos numa vitória por 2-1. O Barcelona não deve sentir grandes dificuldades no dérbi da cidade condal.

Se acha que estamos errados, e normalmente até estamos, não hesite em partilhar os seus prognósticos nas redes sociais, usando a hashtag #TheCornerScores.