This content is not available in your region

Blatter: "FIFA não pode ser responsabilizada pelo bem-estar dos trabalhadores no Qatar"

Access to the comments Comentários
De  Bruno Sousa
Blatter: "FIFA não pode ser responsabilizada pelo bem-estar dos trabalhadores no Qatar"

<p>A atribuição do Campeonato do Mundo de 2022 ao Qatar colocou o pequeno país do médio oriente no centro das atenções. O registo de violação dos direitos humanos dos trabalhadores fala por si próprio, mas para Joseph Blatter, o futuro é risonho e a magia do futebol promete o paraíso na terra.</p> <p>Para o presidente da <span class="caps">FIFA</span>, o mundial foi a melhor coisa que podia ter acontecido aos trabalhadores, que “terão agora melhores condições não apenas no Qatar mas em todos os países árabes”.</p> <p>Blatter foi mesmo mais longe, ao garantir que o sistema de Kafala, que ainda se usa nesses países e segundo o qual todos ou praticamente todos os direitos do trabalhador pertencem ao patrão, será abandonado.</p> <p>Apesar de tudo, o suíço está longe de ser um defensor dos pobres e oprimidos. Depois de garantir a melhoria das condições de trabalho, achou por bem deixar bem claro que a <span class="caps">FIFA</span> não pode nunca ser responsabilizada pelo bem-estar dos trabalhadores.</p>