Última hora

Última hora

Liga Portuguesa, J11: Benfica, Porto e Sporting tranquilos, Vitória de Guimarães não desarma

Em leitura:

Liga Portuguesa, J11: Benfica, Porto e Sporting tranquilos, Vitória de Guimarães não desarma

Tamanho do texto Aa Aa

A ressaca europeia pode ser uma das principais razões de queixa das grandes equipas do Velho Continente mas nem por isso os três grandes do futebol português tiveram motivos para se queixar este fim de semana. Benfica, Porto e Sporting não tiveram grandes dificuldades para conquistar os três pontos, já os restantes europeus, Rio Ave e Estoril, não ficaram imunes à ressaca.

A 11ª jornada teve início na sexta-feira (no mesmo dia em que o Estoril terminou o encontro com o PSV) e começou com o dérbi do concelho de Guimarães entre Vitória e Moreirense, no Estádio D. Afonso Henriques. A equipa da casa precisou de se aplicar a fundo para responder ao tento madrugador de Elízio mas mostrou que não é por acaso que ocupa a segunda posição.

André André deu início à reviravolta, Jonatan Álvez marcou o golo que valeu três pontos.

O triunfo colocou a equipa de Rui Vitória provisoriamente na liderança, enquanto aguardava o resultado do Benfica em Coimbra. Pressão extra para os encarnados, depois de uma semana para esquecer a nível europeu.

Mesmo sem deslumbrar, a formação de Jorge Jesus não sentiu grandes dificuldades para levar de vencida a Académica por 2-0. Gaitán e Luisão construíram o resultado ainda antes do intervalo. No segundo tempo, o Benfica limitou-se a gerir a situação sem precisar de se aplicar de a fundo. A Académica nunca mostrou capacidade para incomodar Júlio César.

No Estádio do Dragão, o Porto alcançou uma vitória tão folgada quanto enganadora. Depois de 45 minutos sem golos frente ao Rio Ave, os azuis-e-brancos entraram a todo o gás no segundo tempo e não demoraram muito a colocar-se em vantagem com um golo de Cristian Tello.

O descalabro vila-condense deu-se no último quarto de hora, quando vieram ao de cima as dificuldades físicas causadas pela ressaca europeia. Aproveitou o Porto para golear, 5-0 foi o resultado final.

Brahimi voltou a ser um dos grandes destaques nos dragões, esta segunda-feira foi distinguido pela BBC como o melhor futebolista africano de 2014.

O primeiro dos três grandes a entrar em ação tinha sido o Sporting. A equipa de Marco Silva voltou a efetuar uma exibição de grande nível e impôs-se ao Vitória de Setúbal por 3-0. Slimani, por duas vezes, e Fredy Montero fizeram o gosto ao pé no segundo tempo mas ainda deixaram vários golos por marcar.

O resultado peca por escasso tendo em conta a superioridade leonina. Golos foi o que não faltou em Penafiel, onde o Sporting de Braga alcançou a maior goleada do campeonato até ao momento.

Os arsenalistas arrasaram no Estádio Municipal 25 de Abril com uma vitória por 6-1 e subiram à quarta posição, aproveitando o nulo do Belenenses, no Restelo, frente ao Arouca.

Já o Penafiel vai de mal a pior e caiu para a última posição, por troca com o Gil Vicente. A equipa de Barcelos ainda não venceu, mas somou este fim de semana o quarto ponto ao empatar a zero na receção ao Nacional.

Nos Barreiros, o Marítimo goleou o Boavista por 4-0 num encontro em que os boavisteiros terminaram com oito jogadores em campo.

No encontro que fechou a jornada na Mata Real, Paços de Ferreira e Estoril empataram a uma bola.