This content is not available in your region

Quénia: Guerrilheiros Shebab executam 36 trabalhadores não muçulmanos

Access to the comments Comentários
De  Fernando Peneda  com Lusa
Quénia: Guerrilheiros Shebab executam 36 trabalhadores não muçulmanos

<p>No Quénia, segundo a Cruz Vermelha e a polícia, homens armados mataram 36 pessoas no nordeste do país. É o mais recente ataque alegadamente realizado por militantes do grupo rebelde Shebab, com ligações à Al-Qaida.</p> <p>A chacina ocorreu numa pedreira na localidade de Mandera, durante a madrugada. Os trabalhadores foram obrigados a sair das tendas onde dormiam e os que não eram muçulmanos foram executados com um tiro na cabeça.</p> <p>Mandera fica perto do local onde, no mês passado, islamitas executaram 28 não muçulmanos depois de os terem levado num autocarro.</p> <p>O presidente Uhuru Kenyatta, que tem sido criticado pela falta de segurança, disse que a segurança também deve ser assumida pelos cidadãos.</p> <p>A preocupação com a segurança aumentou em junho e julho quando os Shebabs mataram uma centena de pessoas em ataques na região de Lamu na costa queniana.</p>