Última hora

Última hora

Acordo de coligação põe fim a seis meses de crise política no Kosovo

Os dois principais partidos do Kosovo põem fim a seis meses de crise política com um acordo de coligação. O líder da oposição do LDK, Isa Mustafa

Em leitura:

Acordo de coligação põe fim a seis meses de crise política no Kosovo

Tamanho do texto Aa Aa

Os dois principais partidos do Kosovo põem fim a seis meses de crise política com um acordo de coligação.

O líder da oposição do LDK, Isa Mustafa, vai assumir a chefia de governo, afastando do cargo, o até agora primeiro-ministro do país, Hashim Thaci, do PDK.

Uma retirada estratégica, uma vez que o acordo prevê que Thaci, que acompanhou a independência do território, deverá ser candidato à presidência do Kosovo em 2016.

A crise política arrasta-se desde as eleições há seis meses, por causa de um vazio legal na Constituição. O texto fundamental não permitia à oposição apresentar um candidato à presidência do parlamento, apesar de ser maioritária no hemiciclo.

Uma situação que bloqueava até agora a nomeação do novo governo, uma função que incumbe ao presidente do parlamento.

À luz do acordo de coligação, o lugar vai ser ocupado por um membro do PDK, Kadri Veseli. Hashim Thaci vai manter-se próximo do poder, uma vez que assume o cargo de vice-primeiro-ministro e ministro dos Negócios Estrangeiros do país.