This content is not available in your region

Israel: Eleições antecipadas após dissolução do Parlamento

Access to the comments Comentários
De  Fernando Peneda  com Lusa
Israel: Eleições antecipadas após dissolução do Parlamento

<p>Os deputados israelitas aprovaram a dissolução do parlamento, abrindo caminho à realização de eleições antecipadas, a 17 de março.</p> <p>Esta decisão surge após Benjamin Netanyahu ter demitido na semana passada os ministros das Finanças e da Justiça, acusando-os de boicotar o seu governo.</p> <p>Este episódio pôs fim à coligação que governa Israel desde o início de 2013, já que, com a saída dos dois ministros, o governo perdeu a maioria de 68 deputados que detinha no parlamento.</p> <p>“A decisão foi do primeiro-ministro fruto do seu medo dos ministros. As eleições serão uma oportunidade para o substituir”, afirmou a ex-ministra da Justiça, Tzipi Livni.</p> <p>Para formar uma nova maioria, Benjamin Netanyahu já deu indicações de que pretende renovar a aliança com os partidos ultraortodoxos, atualmente na oposição, mas considerados “aliados naturais” do Likud, partido de direita até agora no poder.</p> <p>A oposição avançou que poderá formar um bloco contra uma nova coligação liderada por Netanyahu.</p>