Última hora

Em leitura:

Mudança climática responsável pelo recuo dos glaciares no Peru


science

Mudança climática responsável pelo recuo dos glaciares no Peru

Em parceria com

Os glaciares do Peru perderam 40 por cento do volume nas últimas quatro décadas. As autoridades nacionais apontam o dedo à mudança climática. O gelo derretido acabou por criar centenas de lagos na alta-montanha. A Cordilheira Branca, situada na região de Áncash, nos Andes do Peru, alberga 755 glaciares mas 87 por cento são inferiores a 1 km² e por isso estão em risco de desaparecer nos próximos anos.

Nelson Santillana, glaciologista:

“- Nos últimos 40 anos, surgiram quase mil lagos o que é fácil de perceber. Quando um glaciar recua, a primeira coisa que deixa atrás é uma bacia.”

Em 1970, pelo menos 20 mil pessoas morreram esmagadas por um glaciar que deslizou encosta abaixo até à cidade de Yungay, na sequência de um sismo. Para evitar um incidente semelhante foram tomadas várias medidas, como a instalação de câmaras de vigilância e estações de monitorização. Os estudantes da região participam regularmente em exercícios de evacuação.

Nelson Santillana, glaciologista:

“- Não nos podemos esquecer que temos glaciares em montanhas tropicais. Temos massas de gelo situadas em superfícies quase verticais. Quando um glaciar se quebra, o gelo cai, geralmente, a pique no lago criado pelo glaciar. Quando isto acontece, a violência do impacto provoca um tsunami que ameaça as cidades e as infraestruturas.”

Os mais de 2.600 glaciares do Peru são a fonte de grande parte da água potável do país. A mudança climática está a colocar em risco esta fonte de vida.

Artigo seguinte

science

Rapamicina poderá prologar a vida dos cães