Última hora

Última hora

"South Stream": oito países debatem alternativas para fornecimento de gás

Cancelamento pela Rússia do gasoduto "South Stream" afeta sobretudo oito países da União Europeia

Em leitura:

"South Stream": oito países debatem alternativas para fornecimento de gás

Tamanho do texto Aa Aa

Face à decisão da Rússia de cancelar a construção do gasoduto “South Stream”, os oito Estados-membros da União Europeia mais afetados reuniram-se, esta terça-feira, com a Comissão Europeia para concertarem posições.

Point of view

Já há uma proposta para criar um corredor de gás vertical

O comissário europeu para a União da Energia, Maros Sfecovic, que coordena os trabalhos, disse à euronews que “depois de uma breve troca de impressões, já há uma proposta para criar um corredor de gás vertical”.

“Sei que os Estados-membros do centro e do sudeste europeu estão a avaliar como é que se pode acelerar as interconexões de gás através da uma melhor integração de esforços”, acrescentou.

O corredor vertical é proposto pela Bulgária, Roménia e Grécia, para trazer gás via Azerbaijão (do mar Cáspio).

Essa infraestrutura teria depois de ser ligada a um corredor a sul, para poder servir os outros países afetados: Áustria, Hungria, Eslovénia, Croácia e Itália.

A correspondente da euronews em Bruxelas, Isabel Marques da Silva, realça que “apesar de dizer que ainda acredita neste projeto, a UE prepara alternativas. Por um lado, vai acelerar o projeto do corredor de gás do sul em parceria com o Azerbaijão. Por outro poderá começar a fazer testes para um novo gasoduto no Mediterrâneo em parceria com Israel”.