Última hora

Última hora

LeWeb: A conferência que dá asas aos projetos tecnológicos

Em leitura:

LeWeb: A conferência que dá asas aos projetos tecnológicos

Tamanho do texto Aa Aa

Há dez anos que Paris acolhe em dezembro “LeWeb”, uma conferência que este ano juntou mais de 3 mil pessoas de 85 países. Os jovens empresários e os

Há dez anos que Paris acolhe em dezembro “LeWeb”, uma conferência que este ano juntou mais de 3 mil pessoas de 85 países. Os jovens empresários e os investidores não participam na conferência apenas para escutar ou pronunciar discursos inspiradores. Esta reunião serviu para nomes como Uber ou Square darem asas aos seus projetos.

Loïc Lemeur, cofundador de LeWeb:

“- No LeWeb há tudo o que é necessário para lançar um negócio. Se tem uma ideia pode encontrar aqui a sua equipa, os seus sócios. Depois pode encontrar o dinheiro. Aqui há muitos investidores dispostos a financiarem start-ups.”

A companhia francesa Withings enfrenta um desafio com Activité, um relógio que regista os passos dados e as horas de sono e que se liga ao smartphone. Contudo, não é um smartwatch, é antes um relógio que faz coisas inteligentes.

Cédric Hutchings, CEO de Withings:

“- Na Withings buscamos formas de criar coisas que possam ser usadas no longo prazo. Por isso tentamos inverter a equação e pensamos: Vamos desenhar um relógio bonito que vamos usar porque é bonito e simples, além disso tem muitos sensores e informações.”

A OMsignal aposta em t-shirts com sensores que captam o ritmo cardíaco e enviam a informação para o telemóvel. A ideia foi bem acolhida pela Ralph Lauren que encomendou à companhia canadiana polos inteligentes.

Stéphane Marceau, CEO de OMSignal:

“- Pensamos que vai haver uma convergência entre o mundo tecnológico e o mundo da moda. Se vai colocar algo no corpo, quer seja para vestir ou outra coisa qualquer, tem que ver com a moda. Você faz uma escolha que o vai definir, de alguma maneira, tem a ver com a forma de expressão pessoal.”