This content is not available in your region

Muitos paquistaneses rejubilam com o sucesso de Malala

Access to the comments Comentários
De  Euronews  com AP-APTN
Muitos paquistaneses rejubilam com o sucesso de Malala

<p>A luta pelo direito de todos à educação valeu o prémio Nobel da Paz ao indiano Kailash Satyarthi e à paquistanesa Malala Yousafzay.</p> <p>O galardão foi entregue esta quarta-feira formalmente em Oslo, na Noruega seguido de uma cerimónia.</p> <p>A jovem que hoje é ativista pelos direitos à educação, foi baleada por um Taliban em outubro de 2012 devido às suas ideias a favor da escolarização das raparigas da sua aldeia, na região conservadora Swat do Paquistão.</p> <p>Os residentes da cidade natal de Malala, Mingora, no vale Swat aplaudiam enquanto assistiam à cerimónia, num ecrã gigante colocado numa escola municipal.</p> <p>“Estamos muito felizes que Malala tenha recebido o Prémio Nobel. O inimigo queria bloquear a sua educação. Ela enfrentou o inimigo e trouxe visibilidade para a nossa escola e para o nosso país.”</p> <p>Uma professora lembra: Ninguém conhecia Malala Yousafzai, há seis anos, mas hoje ela é reconhecida em todos os cantos do mundo. Estamos orgulhosos de fazer parte desta escola. Todas meninas gostariam de ser como Malala Yousafzai.”</p> <p>Houve celebrações semelhantes em Peshwar onde as pessoas se reuniram na câmara municipal para assistir ao evento, assim como na capital, Islamabad.</p>