This content is not available in your region

Atos "repugnantes" mas a eficácia das técnicas "não é verificável", afirma diretor da CIA

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Atos "repugnantes" mas a eficácia das técnicas "não é verificável", afirma diretor da CIA

<p>“Alguns agentes da <span class="caps">CIA</span> usaram métodos repugnantes mas é impossível aferir a eficácia das chamadas técnicas avançadas de interrogatório”. Estas foram algumas das expressões do diretor da agência secreta norte-americana, John Brennan, numa reação ao relatório do senado norte-americano sobre a atuação da <span class="caps">CIA</span> após o 11 de setembro.</p> <p>“O programa de detenção e interrogatórios produziu informação valiosa que permitiu aos Estados Unidos planear, capturar terroristas e salvar vidas. A causa e efeito entre estas técnicas avançadas e a informação útil fornecida pelos detidos não é verificável”, disse.</p> <p>Apesar da informação valiosa recolhida nos interrogatórios, John Brennan não esconde que alguns agentes foram longe demais.</p> <p>“Eles foram para além da fronteira nas ações do processo de interrogação. Foram duros e nalguns casos considero ter havido práticas repugnantes. Deixo às outras pessoas a liberdade de classificarem essas atividades como quiserem”, afirmou.</p> <p>Brennan afirmou também que muitos agentes não estavam formados para conduzir os interrogatórios.</p> <p>Sobre o relatório do senado, o diretor da secreta norte-americana afirmou que nenhum funcionário da <span class="caps">CIA</span> foi questionado durante os cinco anos de investigação.</p>