Última hora

Última hora

AIE revê em baixa previsão de crescimento da procura de petróleo

Em leitura:

AIE revê em baixa previsão de crescimento da procura de petróleo

Tamanho do texto Aa Aa

A Agência Internacional de Energia (AIE) reviu em baixa a previsão de crescimento da procura de petróleo para o próximo ano, numa altura em que o preço do crude atingiu mínimos de cinco anos. No relatório publicado pela AIE esta sexta-feira, a agência que defende os países consumidores estima que o consumo de crude deverá crescer cerca de 900 mil barris por dia no próximo, para atingir uma procura global de 93,3 milhões de barris por dia. Apesar da oferta excedente atualmente no mercado, que pressiona os preços em baixa, a retoma da economia mundial para o próximo ano será tímida o que justifica uma subida frouxa da procura em 2015.

Na quinta-feira o preço do barril de crude encerrou abaixo dos 60 dólares em Nova Iorque, enquanto em Londres o barril de Brent fechou a à volta dos 63 dólares. Contudo, Neil Atkinson, do Lloyds List Intelligence, considera que vai levar algum tempo até aos consumidores sentirem no bolso a queda do preço do petróleo, em particular no que respeita aos produtos refinados, porque os primeiros produtos a serem escoados são aqueles que custaram mais dinheiro. Só quando estes stocks estiverem gastos é que chegarão ao mercado os produtos refinados feitos a partir do petróleo comprado aos preços atuais.

A desaceleração da procura vai ter pouco impacto na extração de crude porque a produção leva algum tempo a ajustar-se. No entanto, a Arábia Saudita, o maior exportador mundial de petróleo, reiterou que não vai reduzir a sua produção.