Última hora

Última hora

Esqui Alpino: Hirscher vence duas em três com quarto Globo no horizonte

À terceira… a segunda. Depois do triunfo na prova de abertura em Soelden, na Áustria, e do terceiro lugar em Aspen, nos Estados Unidos, no último fim

Em leitura:

Esqui Alpino: Hirscher vence duas em três com quarto Globo no horizonte

Tamanho do texto Aa Aa

À terceira… a segunda. Depois do triunfo na prova de abertura em Soelden, na Áustria, e do terceiro lugar em Aspen, nos Estados Unidos, no último fim de semana, Marcel Hirscher voltou a vencer um “Slalom” Gigante na presente edição da Taça do Mundo de Esqui Alpino.

Com este triunfo em Are, na Suécia, o austríaco, de 25 anos, atual tricampeão do Mundo de esqui alpino, reforçou a liderança da tabela da especialidade, com 260 pontos, e a segunda posição da tabela geral da Taça do Mundo, somando agora 340 pontos, menos 72 que o líder, o norueguês Kjetil Jansrud (412).

Hirscher persegue o recorde de primeiro esquiador a conquistar por quatro vezes consecutivas o Globo de Cristal.

Na segunda posição, em Are, ficou Ted Ligety. Medalha de ouro olímpico em Sochi, na especialidade, o norte-americano, de 30 anos, procura recuperar o título mundial ganho no “Slalom” Gigante há duas épocas.

Depois de ter ganho a etapa de Aspen, esta sexta-feira, porém, Ligety não teve andamento para Hirscher. O norte-americano cortou a meta com 2.31,40 minutos – mais 1,22 segundos que Hirscher (2.30,18 minutos).

Ligety é o segundo na tabela de “Slalom” Gigante (206 pontos) e o terceiro da geral da Taça do Mundo (246 pontos).

A fechar o pódio nesta etapa do “Slalom” Gigante, ficou Stefan Luitz. Com apenas uma medalha de prata júnior e uma de bronze por equipas no currículo, o jovem alemão, de 22 anos, surpreendeu o compatriota Fritz Dopfer, que ficou em quarto depois do segundo lugar em Solden. Luitz celebrou a preceito esta primeira e promissora presença num pódio esta temporada.