Última hora

Última hora

Espanha protesta contra declarações do presidente venezuelano a respeito de Aznar

O governo espanhol protestou formalmente contra as declarações do presidente da Venezuela acerca de José María Aznar. Nicolás Maduro culpou o

Em leitura:

Espanha protesta contra declarações do presidente venezuelano a respeito de Aznar

Tamanho do texto Aa Aa

O governo espanhol protestou formalmente contra as declarações do presidente da Venezuela acerca de José María Aznar. Nicolás Maduro culpou o ex-chefe do governo espanhol pela morte de mais de um milhão de pessoas durante a Guerra no Iraque, em 2003.

A declaração foi feita na sexta-feira, durante um ato público em Caracas.

Maduro disse que “não foi suficiente ter destruído o Iraque; um milhão e duzentas mil pessoas foram mortas devido a Aznar, o assassino sanguinário de Espanha. Chamo-lhe assassino por que é responsável pela morte de um milhão e duzentos mil iraquianos”.

Maduro acusou Aznar de ter “promovido”, juntamente com os outros aliados dos Estados Unidos, a invasão militar do Iraque em 2003, justificada por Washington e Londres com as alegadas “armas de destruíção maciça” do regime de Saddam Hussein.